© Ricardo Gonçalves
© Ricardo Gonçalves

In Memoriam

Peter Saville

IN MEMORIAM é uma interpretação escultórica do gráfico que demonstra as pulsações sucessivas do CP1919 (o primeiro pulsar alguma vez descoberto), que Saville utilizou para a capa do disco “Unknown Pleasures” dos Joy Division em 1979. O gráfico, que representa uma ilustração linear da frequência e simetria de um evento temporal, foi transposto para 3D por Saville e o seu colega Bill Holding dos Morph em 2002 – resultando numa escultura de um momento no tempo. As associações entrópicas que habitam a história deste trabalho são amplificadas por esta reprodução em pedra monumental – reflectindo o que Michael Bracewell escreve sobre o trabalho de Saville para os Joy Division, vendo-o como “a prova documental de um crematório nas profundezas do espaço”.